Formulário de Contato

topo

No lugar errado, na hora errada - A incidência de raios em locais abertos

Publicado no dia: 01/06/2021
No lugar errado, na hora errada - A incidência de raios em locais abertos
Em março de 2021 ocorreu o lançamento do Anuário Estatístico da ABRACOPEL – Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade, com as estatísticas e ocorrências de eventos relacionados à acidentes de origem elétrica no ano de 2020. As estatísticas são geradas pela ABRACOPEL a partir de notícias publicadas na imprensa.

O anuário dedica uma seção exclusiva aos eventos decorrentes de Descargas Atmosféricas (Raios), relacionando as incidências registradas no ano de 2020 com os eventos fatais. De 66 Descargas Atmosféricas registradas, 47 resultaram em morte, sendo, basicamente, metade destas mortes em áreas rurais, geralmente descampadas. Uma outra (boa) parte destas mortes ocorreram em edificações consideradas residenciais, que muitas vezes possuem as instalações precárias com a utilização de equipamentos não normatizados.

Outro dado muito importante de ser analisado e que é evidenciado pelo Anuário, é que a região Nordeste lidera quando o assunto são eventos fatais envolvendo Descargas Atmosféricas (17), seguido da Região Norte (15), Sudeste (7), Centro-Oeste (5) e Sul (3). Aliás, a região Nordeste vem liderando há muitos anos os índices de acidentes fatais envolvendo eletricidade...mas este é um assunto para um próximo artigo.

Muitas pessoas, por ignorarem os potenciais danos de um raio, acabam se expondo desnecessariamente ao risco e permanecem ao ar livre em dias de tempestades ou até mesmo se colocam em proximidade de Sistemas de Proteção contra Descargas Atmosféricas – SPDA, entendendo que estariam “mais protegidas”. Segundo o item 8.1.2 da ABNT NBR 5419-3/2015, recomenda-se que nas instalações de SPDA os condutores de descida sejam isolados, utilizando-se materiais que suportem uma tensão de ensaio de 100 kV (Quilovolts) com, no mínimo, uma camada de 3mm de polietileno reticulado ou que sejam instaladas restrições físicas (barreiras) ou sinalizações de alerta para minimizar a probabilidade de que estruturas metálicas e/ou partes metálicas equipotencializadas sejam tocadas na ocasião de uma descarga atmosférica (tensão de toque), por exemplo. Em sua maioria, os condutores externos das descidas de um SPDA trafegam pelas áreas comuns de edifícios comerciais e residenciais. Portanto, o atendimento deste item da norma ABNT NBR 5419 é de suma importância para a proteção e garantia da integridade de moradores e profissionais.
 
Recomendamos sempre que, ao verificar a iminência de uma tempestade com raios, se abrigue em uma edificação e que esta esteja com a Análise de Risco conforme a ABNT NBR 5419/2015 e com o Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA, ou PDA, conforme a nova revisão da ABNT NBR 5419/2015) instalado, inspecionado e atualizado. Caso verifique que a previsão do tempo indica trovoadas e tempestades, programe-se e evite realizar trabalhos externos.
 
Já baixou o Anuário Estatístico ABRACOPEL 2021?

Acesse e baixe gratuitamente:
http://mkt.abracopel.org.br/w/1e1ueXjpe5ulFzWj3RSledcb-3b-be!uid?egu=vjeqtgbyx0op6q13
« Voltar